17/06/2008

adenda...Os árbitros devem jogar ou não?

Ora...parece-me que o meu último artigo tem levantado algumas dúvidas e algumas insinuações: - primeiro, este blogue não está ao serviço de ninguém e sim do andebol de praia em geral;
- segundo, todos podem aqui participar, enviando inclusive artigos de opinião que serão publicados, desde que assinados, pelo que seria interessante ter aqui um artigo do Carlos Capela, um dos defensores da revogação desta regra e do artigo 48º;
- terceiro, não me move nada contra os árbitros poderem participar no andebol de praia. Bem pelo contrário, e daí esta foto espectacular, onde estão muitos dos árbitros, aficionados do andebol de praia, de quem tenho orgulho em poder dizer que são meus amigos e que essa amizade é cimentada numa relação de respeito recíproco. Por outro lado, um dos motivos que me leva a participar no Andebol de Praia é justamente o facto de saber que vou encontrar esta malta, pelo menos uma vez por ano.
Aliás esta foto é o espelho de como deve ser encarado o andebol de praia, embora não tenha sido justo esta equipa poder jogar com aquele jogador internacional (3º em cima, a contar da esquerda), mesmo que por 3 minutos!! De qualquer forma, era injusto para qualquer equipa defrontar este ALL STAR TEAM.

HOJE JOGO EU: JOGAR OU NÃO? EIS A QUESTÃO!!! e outros esclarecimentos, quando se fala por aí de Delegados da EHF

"ÁRBITROS: Chamamos a atenção para o facto de que os árbitros da modalidade não podem participar como atletas em nenhuma destas competições." - in site da FAP, VIII Campeonato Nacional de Andebol de Praia.
Esta parece ser a polémica do momento. Aqui no blogue, informados desta nova polémica, resolvemos questionar os nossos visitantes. Os resultados são claros: 62% confirmam que os árbitros não devem participar no Campeonato Nacional de Andebol de Praia. 31%, vão ainda mais longe e dizem que os treinadores também não devem jogar. Por outro lado, 93%, dizem que no Andebol de Praia, todos devem poder participar.
Em que ficamos então? Os árbitros devem poder jogar ou não? A Federação deveria castigar apenas aqueles que tiveram comportamentos incorrectos e deixar os outros participar livremente? Estes comportamentos incorrectos deveriam ter sido sancionados logo no fim da Etapa Regional de Espinho? São várias as questões que me colocaram ao longo destes tempos...
Na verdade, as regras são muito específicas e podem ser consultadas no Regulamento da FAP: - Um árbitro de andebol nacional de andebol não pode participar como atleta em nenhuma prova da Federação, como se pode ler no:

"Artigo 48.º(*) (**)
Limitações ao exercício da arbitragem

Sem prejuízo de outras limitações estabelecidas em regulamentos federativos, e o
disposto no Título 15 do Regulamento Geral o exercício da actividade de árbitro
Nacional , no activo, é incompatível com o exercício de outras funções no seio da
modalidade, a nível Nacional, designadamente :

a) Dirigente ou oficial ao jogo nas sociedades desportivas e nos clubes;
b) Titular de cargos em orgãos sociais da Federação ou Associação Regional de
Andebol ;
c) Treinador, praticante, médico e massagista de Clube ou Sociedade Desportiva;
(*)Introdução de novo artigo aprovada em Assembleia Geral de 5.7.2003
(**) renumeração após Assembleia Geral de 1.07.2006"
O que acontecia é que no Andebol de Praia, até ao último Campeonato Nacional, havia várias equipas, masculinas e femininas, que tinham árbitros nas suas fileiras, mas que participavam, uma vez que a Federação, autorizava a sua participação. E até aqui, sempre correra tudo bem e ninguém se lembrava do artigo 48º. Mas como diz o provérbio: depois de casa roubada, trancas à porta...
Este ano, após a remodelação da Comissão Nacional de Andebol de Praia, da qual fazem parte os elementos federativos, mais 2 representantes das Associações de Andebol de Aveiro, Porto e Leiria, ficou estabelecido, que os árbitros não podiam participar. Esta é uma deliberação da Comissão Nacional de Andebol de Praia da Federação de Andebol de Portugal, que após uma reunião em Aveiro, com os tais membros acima descritos assim determinou.
A aplicação desta regra, não me parece perseguição individual a ninguém (como já me disseram), pois ninguém é assim tão importante. Parece-me sim, que esta regra só agora foi aplicada para que não surjam mais acontecimentos protagonizados em etapas regionais e até na Fase Final que violam claramente o espírito do Andebol de Praia e toda a filosofia que lhe está subjacente.
No entanto, lembro que no dia 29 deste mês, vão estar no Europarque os representantes federativos, a quem se deve efectivamente questionar o porquê da aplicação desta regra no 8º Campeonato Nacional. Na minha opinião, a aplicação desta norma, tem a ver com o facto da Federação estar a tentar proteger os árbitros, assim como os clubes protegem alguns dos seus activos, não os deixando também participar no Andebol de Praia.
Aproveitando ainda a maré de esclarecimentos, queria também informar, que na verdade Portugal, tem desde 2003, um Delegado da EHF para o Andebol de Praia, que tem estado presente em todas as Fases Finais dos Campeonatos Nacionais. Aliás este mesmo Delegado Europeu (português) está presente também nos meetings europeus e nos grandes eventos internacionais, como estão também árbitros portugueses.
Assim sendo, não é muito normal, nem sinal de competência, que um represante de uma equipa como o Arsenal de Canelas, que ainda agora participou na Fase Final da EBT, diga por aí, que vai chamar um Delegado de EHF para vir monitorizar a Fase Final do Campeonato Nacional, quando todos sabemos que Portugal tem um Delegado Europeu de Andebol de Praia, que por norma assiste a todas as Fases Finais e inclusive a etapas, quer quando eram nacionais, quer agora que são regionais. No mínimo, perde toda a credibilidade!
Devemos ter a certeza que o nosso conhecimento da modalidade é global, para não ficarmos mal vistos no exterior, quando algumas pessoas tem tentado com grande sacrificio internacionalizar o nosso Andebol de Praia.

08/06/2008

HUNGRIA É A GRANDE VENCEDORA DA FASE FINAL DA EBT 2008


A Hungria foi o país que mais brilhou na Fase Final da EBT 2008 que acaba de se disputar em Valência, ganhando quer em masculinos (AXA BEACH STARS BUDAPEST BHC) quer em femininos (EURONICS NAGYATAD). O Arsenal de Canelas, não foi além de um modesto antepenúltimo lugar, mas na realidade as dificuldades eram enormes, não deixando, no entanto de ganhar experiência internacional. Pela participação, os nossos Parabéns! CLASSIFICAÇÃO FINAL - MASCULINOS

1º AXA BEACH STARS BUDAPEST BHC (HUN)
2º ALUMER BARBATE (ESP)
3º COMTRADE LETO2002 (SRB)
4º GRUPO VIDAL (ESP)
5º DETONO ZAGREB PMF (CRO)
6º ARSENAL DE CANELAS (POR)
7º BEACH BOYS KÖLN (GER)
8º AZUTEAM (ESP)
CLASSIFICAÇÃO FINAL - FEMININOS
1º EURONICS NAGYATAD (HUN)
2º FLYING KANGAROOS (GER)
3º WBHC KONTESA NERA (CRO)
4º MALAGA COSTA DEL SOL (ESP)
5º ALVIDES TEAM G-SOLÁ
6º PLAYEDETTES LUZERN (SUI)
7º AIS PROYEC (ESP)
8º BLUMBLEBEE WILDESHAUSEN (GER)

CALENDÁRIO E INFORMAÇÕES DA FASE REGIONAL DA A.A. AVEIRO

ANDEBOL DE PRAIA
CIRCUITO REGIONAL DE AVEIRO
Tem início, no final do mês de Junho, o Circuito Regional de Andebol de Praia. O modelo competitivo é idêntico ao da época passada, verificando-se alterações quanto aos apuramentos para a Fase Final Nacional e alguns ajustes necessários para a melhoria do nível organizativo e competitivo que se pretende.

CIRCUITO REGIONAL DA ASSOCIAÇÃO DE ANDEBOL DE AVEIRO – ÉPOCA 2007/2008

1. DATAS
27/28.06.08 – Espinho - Organização da Académica de Espinho
05/06.07.08 – Aguda - Organização do S. Félix
12/13.07.08 – Espinho -
19/20.07.08 – Torreira - Organização do Arsenal de Canelas


2. ESCALÕES ETÁRIOS
Seniores
Sub. 18
Sub. 15
3. COMISSÃO ORGANIZADORA LOCAL
É o Órgão responsável pela Concentração e deverá contar com um número de elementos que assegure convenientemente todos os aspectos organizativos. Deverá ser criado um Secretariado em local acessível.
4. INSCRIÇÕES DE EQUIPAS E ATLETAS
I. As equipas serão inscritas nas respectivas Organizações Locais. Por sua vez, a Organização Local de cada Concentração, fará chegar à Associação o conjunto de todas as inscrições após a data de encerramento das mesmas.
II. Os atletas são inscritos através de uma Ficha Colectiva disponível na Internet –
www.andebolaveiro.pt.vu ou na própria Organização Local.
III. Os Árbitros da modalidade não podem participar como atletas na competição.
5. VALOR DA INSCRIÇÃO
Valor a definir por cada Organização, revertendo para a Associação o valor de 15 Euros por equipa, em cada concentração, tendo em vista o apuramento para a Fase Final Nacional. O valor total será entregue na Associação conjuntamente com o respectivo relatório, até à terça-feira imediatamente a seguir à Concentração.
6. ARBITRAGEM
6.1 - Os Árbitros são sempre nomeados pelo respectivo Departamento de Arbitragem da Associação, tendo em conta os seus efectivos com formação para tal. Caso não sejam suficientes só esta poderá recorrer a Departamentos de Arbitragem de outras Associações.
6.2 – As nomeações para os jogos serão da responsabilidade do elemento nomeado pelo Departamento de Arbitragem da Associação de Andebol de Aveiro para cada Concentração.
6.3 - A sua deslocação, alojamento e alimentação é da responsabilidade de Cada Comissão Organizadora Local.
7. DISCIPLINA
Será da responsabilidade da Associação de Andebol de Aveiro que nomeará um elemento para cada Concentração, disponível permanentemente para o efeito.
8. PATROCÍNIOS
As Organizações Locais são livres de expor os seus patrocínios, reservando, no entanto, em local a definir, espaços para patrocínios da Associação ou Federação.
9. RELATÓRIO DA ACÇÃO
No final de cada Concentração, a Organização Local fica obrigada a redigir um relatório onde conste: sorteio, calendário, mapa de resultados e classificação. É obrigatório o seu envio à Associação até à terça-feira imediatamente a seguir à Concentração.
10. ASPECTOS ORGANIZATIVOS
O não cumprimento, por parte das Comissões Organizadoras Locais, das
obrigações descritas nesta Circular, condicionará, no futuro, a atribuição de Concentrações desta Prova.

CALENDÁRIO DA FASE REGIONAL DA A.A. PORTO

Datas de realização das etapas AND´PRAIA 2008 - PORTO

1ª Etapa – 4, 5 e 6 de Julho Organização: AAP / Vagas Bar

2ª Etapa – 11, 12 e 13 de Julho Organização: AAP / Madalenense

3ª Etapa – 18, 19 e 20 de Julho Organização: AAP / C.M. Matosinhos

4º Etapa – 25, 26 e 27 de Julho Organização: AAP / C.M. Porto
Todas as informações muito brevemente em: www.andebolporto.pt

CALENDÁRIO DA FASE REGIONAL DA A.A. DE LEIRIA

Circuito Regional de Andebol de Praia - 2008
ORGANIZAÇÃO: A.A. Leiria


1ª Etapa - 5 e 6 de JULHO 08 - Praia Pedrógão -
Organização - AA Leiria / ASAL

2ª Etapa - 12 e 13 JULHO 08 - Praia São Pedro -
Organização - SIR 1º Maio

3ª Etapa - 19 e 20 JULHO 08 - Praia Nazaré -
Organização - Ext. D. Fuas Roupinho
4ª Etapa - 26 e 27 JULHO 08 - Praia Paredes -
Organização -Cister SA

07/06/2008

VIII CAMPEONATO NACIONAL DE ANDEBOL DE PRAIA

ESTRUTURA, APURAMENTOS E DATAS IMPORTANTES:

1ª FASE (FASE REGIONAL)
4 ETAPAS POR ASSOCIAÇÃO REGIONAL:
- PORTO
- AVEIRO
- LEIRIA

DATAS DAS ETAPAS REGIONAIS:

28/29 JUNHO 2008
5/6 JULHO 2008
12/13 JULHO 2008
19/20 JULHO 2008

2ª FASE (CLASSIFICATIVA ESPECIAL)

25/26/27 JULHO 2008

FASE FINAL

1/2/3 AGOSTO 2008


APURAMENTOS:

1ª FASE PARA A FASE FINAL:

As Associações de Andebol de Aveiro, Leiria e Porto, apuram directamente para a FASE FINAL, os primeiros e segundos classificados dos Escalões Seniores, SUB-18 e SUB-15.

Os 3ºs e 4ºs classificados de todos os escalões acima mencionados, destas Associações irão disputar a 2ª FASE (CLASSIFICATIVA ESPECIAL) em 25/26/27 JULHO 2008, apurando-se daqui para a FASE FINAL, os 1º e 2ºs classificados desta 2ª Fase.

ALÉM DAS ASSOCIAÇÕES DO PORTO, AVEIRO E LEIRIA, PODEM PARTICIPAR NESTA 2ª FASE, OS 3 PRIMEIROS CLASSIFICADOS DE ORGANIZAÇÕES REGIONAIS ASSOCIATIVAS, QUE SE INSCREVAM NO VIII CAMP. NAC. DE ANDEBOL DE PRAIA ATÉ 20 DE JUNHO DE 2008.


FASE FINAL – NÚMERO DE EQUIPAS APURADAS:
Ao todo serão apuradas 8 equipas masculinas e 8 equipas femininas de cada escalão: Seniores, SUB-18 e SUB-15, para estarem presentes na Fase Final.

FASE FINAL

ESTÁ ABERTO O PROCESSO DE ENTREGA DE CANDIDATURAS PARA A ORGANIZAÇÃO DA FASE FINAL junto da Federação de Andebol de Portugal. O Caderno de Encargos para esta Organização, engloba o Alojamento e Alimentação para 16 equipas seniores (8 masculinas e 8 femininas). De igual modo, deve ser enquadrado o alojamento para 16 equipas sub-18 e 16 equipas sub15 (Parque de Campismo e/ou similares), sendo no entanto a expensas destas, quer o seu alojamento, quer a sua alimentação.

VIII CAMPEONATO NACIONAL DE ANDEBOL DE PRAIA

Aí está o formato do Campeonato Nacional de Andebol de Praia 2008 (8ªedição). Este novo formato, em pouco altera o da edição anterior, embora tenha remexido no que era mais essencial: o número de equipas a apurar para a Fase Final diminui, o que a juntarmos ao preço a pagar para estar presente, se espera uma Fase Final, com muitos jogos, competitivos, e sobretudo condições dignas de alimentação e alojamento para as equipas que vão pagar uma taxa de 125euros, depois de já terem pago variadas taxas nos torneios das Associações, algumas delas caríssimas para a qualidade das etapas.
Depois, muito bom a manutenção dos escalões jovens (sub-18) e a introdução de mais um escalão (sub-15). Compreende-se, a meu ver, que estes escalões não tenham que pagar as taxas para estarem presentes na Fase Final, mas que isso implique que tenham eles que custear os parques de campismo ou as salas de aula, além da alimentação.
Por fim , excelente a nota informativa, que a Comissão Nacional, anexou ao documento com todas as datas e apuramentos, mostrando uma abertura e uma flexibilidade fulcral nesta vertente (todas as informações do VIII CAMPEONATO NACIONAL DE ANDEBOL DE PRAIA podem ser consultadas no portal federativo: www.fpa.pt .

Fica então aqui a nota informativa:

Após uma análise do modelo competitivo do ano anterior, que se revelou numa primeira fase (Fase Regional) o modelo ideal para este tipo de competição, notamos que o número de equipas apuradas para a Fase Final (54 equipas) é ainda excessivo para a realidade do nosso país, limitando quer ao nível organizativo quer ao nível competitivo.

Como tal, a Comissão Nacional de Andebol de Praia, além de suprir algumas lacunas registadas na pretérita edição, pretende:

- promover a competição regional nos mesmos moldes, mas com apuramentos iguais entre as Associações pioneiras (Porto, Aveiro e Leiria);

- promover um “qualifying” (2ª Fase – Classificativa Especial), em situação igualitária para os 3º e 4º classificados das Associações pioneiras, além de permitir que as equipas inscritas em novos campeonatos regionais, promovidos por novas Associações, tenham igual acesso, embora neste 1º ano, apurando os 3 primeiros classificados dos seus campeonatos regionais;

- diminuir o número de equipas apuradas para a Fase Final, permitindo além de uma melhor organização, mais competição, uma vez que após o passo da massificação é importante, dar um segundo passo, no sentido de mais competição;

- manter a presença de equipas jovens, dentro do limite de idades estabelecido para o 1º Campeonato Europeu de Sub18 (atletas nascidos até 1990), a organizar na Hungria;

- promover acções de formação de quadros de arbitragem e integrar os árbitros formados quer nos campeonatos regionais quer na 2ª Fase e na Fase Final;

- promover acções de sensibilização junto das escolas e das autarquias;

- promover a actualização de informações via Internet (Portal da FAP e sites das Associações Regionais);

- sensibilizar os meios de comunicação para este desporto de Verão, já massificado;

- manter o espírito de fair play.

06/06/2008

European Beach Tour: Masters Finals 2007 - INFORMAÇÕES

As the summer is almost here, the Beach Handball season is about to throw off. The Executive Committee of the EHF awarded the organisational rights of the EBT MASTERS 2008 tournament to the Royal Spanish Handball Federation.
EBT Masters 2007 will be the final act of the 2007 Beach Handball season. Last year the number of tournaments, Beach Handball clubs and players has seen significant
increase respect to a year earlier. A total of 117 clubs from 13 nations took part at 56 tournaments as part of the EBT 2007.
Now is the time to know the winner of the last Beach Handball season.
Valencia downtown was chosen as venue of this spectacular event; a splendid and
unique area surrounded by architectural beauties.
The EBT will be played on 7-8 June 2008. Eight men’s and eight women’s teams will take part in this MASTERS.
The teams were selected based on the ranking, regulations and procedures of the
European beach tournaments (EBT) held in 2007 (see the preliminary
participation list in table 1).
The two current champions, Balonmano Playa Barbate (ESP/men) and Flying Cangaroos (GER/women) will get a chance to defend their titles.
INFORMATION FOR THE TEAMS
The arrival of the teams is scheduled on 5 June. The departure date of all teams,
referees and EHF officials is 9 June.
The Organising Committee will offer different types of accommodation for the
participating teams within walking distances from the venue. There will be different
food offers (bb, ½ board and full board).
Two playing courts will be set up, plus an additional for training purposes. The main
court has a capacity of 1,000 spectators. The venue has all facilities, such as
showers, toilet, bar etc…
The EHF and the Local Organising Committee have taken initiatives in connection
with the main philosophy of Beach Handball, i.e. FAIR PLAY and FUN.
The nearest airport is Valencia (Spain), 10 kms away from the city.
The EBT will be played according to the Beach Handball “Rules of the Game 2002”, issued by the IHF.
The playing system will consist of a preliminary round – all teams compete against
each other (round robin system) – and placements matches.
GRUPOS E ORGANIZAÇÃO DOS JOGOS







05/06/2008

AFINAL O QUE É A PROVA ONDE VAI PARTICIPAR O ARSENAL DE CANELAS?

Muitas pessoas me tem perguntado o porquê da equipa do Arsenal de Canelas (e atenção que não é mais uma das super-equipas que o Prof. António Canelas costuma levar aos campeonatos nacionais, mas sim uma equipa de Canelas, uma localidade perto de Estarreja) ir participar na Fase Final da EBT? Porque não participa quem foi campeão? etc., etc.
Primeiro, o evento denominado MASTERS FINAL 2007, onde o Arsenal de Canelas vai participar é o culminar de mais uma época de uma prova patrocinada pela EHF, o European Beachhandball Tour (EBT), que existe desde 2003. Neste primeiro ano, inscreveram-se 35 torneios e 88 equipas de vários países europeus; depois, em 2004, inscreveram-se 41 torneios e 91 equipas e por aí fora.
Este circuito europeu é feito por inscrições no site da EBT: http://ebt.eurohandball.com/ e qualquer equipa ou qualquer organização de etapa se pode inscrever. Não se paga nada, apenas se tem que participar nas etapas inscritas neste circuito. E é a partir da participação nessas etapas EBT, que as equipas vão juntando pontos para se apurarem ou não para a Fase Final.
Como se conquistam os pontos?
Uma vez que cada torneio é pontuado pela EHF conforme a sua organização, desde os dias do torneio até se tem bancadas, internet, parte social, etc., o importante é escolher os torneios mais pontuados, pois são esses que dão mais pontos.
E foi isso o que Arsenal de Canelas fez: participou em etapas do circuito europeu, conseguindo 352 pontos. Estes pontos foram conseguidos em 5 participações: 4 em Portugal e 1 em Espanha (em Portugal participaram nos seguintes torneios inscritos na EBT: Fase Final da Nazaré (5ºlugar), Espinho (5ºlugar), Feira (2ºlugar) e Torreira (3ºlugar); em Espanha participaram no XIV Trofeo Ramón de Carranza, onde ficaram num modesto 12ºlugar e como tal apenas conseguiram os pontos do Torneio (87), tendo zero pontos na classificação) mas apenas contam as 3 melhores: 125 / 115 / 112 (tudo em etapas portuguesas). Com estes pontos, a equipa portuguesa ficou em 10º lugar, que não daria acesso à Fase Final.
Contudo, cada país só pode ter um representante na Fase Final. A excepção foi Espanha, pois o campeão da última época foram os espanhóis do Barbate. Assim, Espanha tem dois finalistas: o Barbate (que já estiveram no Furadouro) e o Azuteam, tendo ficado de fora, o Balonmano Playa Alcalá (3ºlugar) e o zonabalonmano.com (8º lugar). Da Croácia, apurou-se o BHC Golden Balls (4ºlugar), tendo ficado de fora, 3 equipas croatas que se tinham também elas classificado à frente dos portugueses: BHC PMF, Dugi Rat e Let Cepelin Toma-soft. Assim, com todas estas exclusões a equipa aveirense ficou num elegível 5º lugar.
Para ficarem com uma ideia, o circuito europeu de 2008, já está em marcha e já há equipas a pontuar.
Por fim, resta desejar ao Arsenal de Canelas, uma boa participação, deixando a todos aqui, o calendário de jogos e todas as informações que nos chegaram via EHF.

01/06/2008

48HORAS - FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO

01 DE JUNHO marca o inicio das inscrições para o

48HORAS de ANDEBOL DE PRAIA - ESPINHO 2008.


Solicita o teu Formulário de Inscrição para:






ou através do contacto: 00351919126448


Notícias de "nuestros hermanos"

Espanha é um país em evidência no Andebol de Praia mundial. Além dos títulos internacionais conquistados, Espanha organiza este ano mais dois grandes eventos internacionais: Mundial em Cádiz e a Final da EBT em Valência. Mas além destes grandes eventos, a bola já rola nas praias vizinhas:

Asebap organizará clínics de formación arbitral

La ASEBAP (ASociación Española de BAlonmano Playa) oganizará clínics de formación arbitral que estarán avalados por la Real federación española de balonmano.
Por lo visto sólo se realizarán los cursos en los que se reciba un número mínimo de solicitudes, para la gente que esté interesada pueden obtener más información enviando un e-mail a competición@asebap.com.

¿En Madrid no hay playa?
Desde hace unos años se celebra en la localidad de Alcalá de Henares un torneo de balonmano playa que tiene una gran afluencia de equipos. Es otro de los torneos que forman parte del circuito nacional de balonmano playa organizado por la ASEBAP ( Asociación Española de Balonmano Playa ).
El torneo de Alcalá junto con el de Guadalajara forman el sector de la zona central , el que salga campeón tendrá una plaza como cabeza de Serie en la fase final.
El torneo se jugará el 26 y 27 de julio.


Balonmano playa en Calella
Uno de los torneos más interesantes del panorama nacional es el IV OPEN BALONMANO PLAYA “Trofeu Ciutat de Calella” . No es un torneo con una gran cantidad de equipos, se caracteriza por lo bien organizado que está y por el buen rollo. Este verano se celebra los días 27, 28 y 29 de junio.
Equipos: 24 Masculinos y 12 Femeninos
Base (Cadete e Infantil).
Campos: 4 Campos de juego.
Este torneo está dentro del circuito nacional del balonmano playa organizado por la ASEBAP.

La ASEBAP lleva el balonmano playa a Sevilla

El próximo 18,19 y 20 de julio se celebrará en Sevilla uno de los torneos de balonmano playa más importantes de España. VIII Campeonato Ciudad de Sevilla de Balonmano Playa forma parte del circuito nacional de balonmano playa organizado por la ASEBAP.
Su inscripción se abre para 24 equipos masculinos y 12 femeninos absolutos y 42 equipos de base divididos en 7 categorías.
2007:
ABSOLUTOS MASCULINOS
1.- Balonmano Playa Ciudad de Sevilla-Bm.Triana.(Sevilla).

2.- Playas de Gades.(Cádiz). CAMPEON DE ESPAÑA 2007

3.- Balonmano Playa Barbate.(Cádiz). SUBCAMPEON DE ESPAÑA 2007

ABSOLUTOS FEMENINOS
1.- Balonmano Playa Ciudad de Sevilla-Bm.Triana.(Sevilla).

2.- Jugui Socorro.(Valencia). TERCER CLASIFICADO SEVILLA 2007

3.- Club Balonmano Playa Algeciras.(Cádiz). SUBCAMPEON ANDALUCIA