02/10/2005

SELECÇÃO REGIONAL FEMININA DE VOLTA AO TRABALHO

A Selecção Regional Feminina da Associação de Andebol de Aveiro (1990-1991) está de volta ao trabalho.
Para iniciar a preparação com vista à participação na PO.32 - Torneio Nacional Selecções Regionais Femininas 1990-1991, foram convocadas as seguintes atletas:
LAAC:
- ISABEL PEREIRA - GR
- SORAIA COELHO - LATERAL
- SORAIA DOMINGUES - CENTRAL/LATERAL
- BÁRBARA COELHO - LATERAL
- CATARINA COSTA - LATERAL
ALAVARIUM:
- INÊS BRANCO - CENTRAL/EXTREMA
- CATARINA TELES - LATERAL/EXTREMA
SAAVEDRA:
- ANA ALMEIDA - LATERAL/EXTREMA
VALONGO DO VOUGA:
- ANA JÚLIA AREDE - LATERAL
- ÉLIN ALMEIDA - UNIVERSAL
- SÓNIA MARTINS - EXTREMA
- CÁTIA REIS - LATERAL
- CÁTIA COUTINHO - GR
- CÁTIA NUNES - PIVOT
- ANA SANTOS - GR
- ANA ARAÚJO - CENTRAL
- ANA COUTINHO - LATERAL/PIVOT
SANJOANENSE:
- MARIA JOÃO TEIXEIRA - LATERAL
- SILVIA TEIXEIRA - LATERAL
- JOANA CORREIA - EXTREMA
- ANA TEIXEIRA - CENTRAL
- ANA GOMES - PIVOT
- DANIELA ALMEIDA - GR
- JOANA PINHO - LATERAL/EXTREMA
JOBRA:
-CÁTIA ALMEIDA - CENTRAL
MANUEL LARANJEIRA:
- CARLA BARBOSA - PIVOT/LATERAL
- BRUNA COELHO - UNIVERSAL
- SARA ANDRADE - EXTREMA
- SILVIA MADUREIRA - LATERAL
- MELISSA FERNANDES - CENTRAL
- FILIPA PINTO - LATERAL
- ANDREIA OLIVEIRA - EXTREMA
A sessão de treino será no Pavilhão da Casa do Povo de Valongo do Vouga, no dia 05 de Outubro de 2005 (quarta-feira) e está marcada para as 17h. Antes, às 16h30m, haverá no Auditório da Casa do Povo de Valongo do Vouga, uma palestra para as atletas convocadas, para os técnicos das equipas reginais e para os pais das atletas envolvidas no projecto, onde serão traçados os objectivos e onde será apresentada a planifcação anual.

16/09/2005

V International Vougandebol 2005 - Novidades

A organização do V International Vougandebol, continua a preparar o evento mais aguardado de 2005.
Depois da criação da Newsletter - versão inglesa, eis que surge a versão portuguesa. A necessidade de internacionalizar o torneio, aproveitando a nossa participação no Torneio Internacional em Sant Esteve Sesrovires - Barcelona, levou a que primeiro fosse feita uma Newsletter em Inglês. Eis, agora que surge a versão portuguesa.
Se estiverem interessados, em receber tanto na Newsletter como o Formulário de Inscrição, podem solicitá-lo pelo mail: paulo_marks@yahoo.com.
Contamos com Vocês!!!

12/09/2005

Associação de Andebol de Aveiro organiza as X JORNADAS TÉCNICAS DE ANDEBOL

Acontece em Estarreja mais uma importante organização da Associação de Andebol de Aveiro, direccionada para os técnicos de andebol.
PROGRAMA
SÁBADO - 17.09.05

08H45
Entrega de documentação - Biblioteca Municipal
09H00
Abertura - Biblioteca Municipal
09H15/11H15
Sessão Teórica - Biblioteca Municipal - Matts Olson
11H30/12H30
Sessão Teórica - Biblioteca Municipal - Prof. José Soares
14H00/14H45
Sessão Teórica- Biblioteca Municipal - Prof. Ricardo Guimarães
15H00/16H30
Sessão Prática c/Equipa de Iniciados - Pav. Municipal de Estarreja - Prof. Ricardo Guimarães
16H45/17H30
Sessão Teórica - Prof. Rolando Freitas
17H45/19H15
Sessão Prática c/Equipa de Juvenis - Pavilhão Municipal de Estarreja - Prof. Rolando Freitas

DOMINGO - 18.09.05
09H00/10H15
Sessão Teórica - Biblioteca Municipal - Fisioterapeuta Luís Pinto
10H30/11H15
Sessão Teórica - Biblioteca Municipal - Prof. Luís Monteiro
11H30/13H00
Sessão Prática c/Equipa de Juniores - Pavilhão Municipal de Estarreja - Prof. Luís Monteiro

O Departamento Técnico da FAP definiu, como prioritários para a formação dos seus Técnicos, três temas:
A PREPARAÇÃO FÍSICA NOS ESCALÕES DE FORMAÇÃO

- Geral
- Específica do Andebol e por postos específicos
A FORMAÇÃO DE UM DEFENSOR
- Exigências por postos específicos em diferentes sistemas e em diferentes idades;
O JOGO OFENSIVO
- Dedicação ao jogo pelos pontas
- E ao contra-ataque

As Jornadas Técnicas são pois muito importantes, sendo mais fácil alinharmos todos pelos mesmos objectivos e seguindo um rumo idêntico.
No entanto, e apesar de entender o porquê dos três temas que o departamento técnico da FAP definiu como prioritários para a formação dos treinadores portugueses, não posso deixar de referir o quanto nos vamos afastando daquilo que se faz a nível internacional. Senão vejamos alguns dos temas do Curso para Jovens Técnicos promovido pela EHF, durante o Campeonato Europeu sub-17 Feminino:
- Complex repititive training in youth handball - Konig;
- Preparation of fast play in offense and defence - Lajos Mocsai;
- Preparing goalkeepers and defence for fast outlet - Carlos Cruz;
- Active defense - transition to fast break and extended fast break - Mocsai

A expressão "fast break" é certamente familar a todos aqueles que tiveram presentes em Lisboa no 2º Congresso da FAP e ouviram a palestra do T. Winther da Dinamarca, assim como o potenciar o jogo ofensivo através dos pontas. Quem não se lembra dos vídeos exibidos pelo credenciado treinador ou até da sua sessão prática?
Agora não nos podemos esquecer que na Dinamarca existem 140.000 jogadores activos e que o treino de jovens talentos engloba 70 a 75 atletas de onde surgem 20 jogadores novos todos os anos.
Por exemplo, a detecção de talentos é dividida em 3 grandes grupos: este, sul e norte, onde trabalham 9 treinadores, 3 treinadores de guarda-redes e 3 preparadores físicos. Além destes, existem 12 centros regionais de treino onde trabalham 12 treinadores com 65-90 atletas. Depois existem as Selecções Nacionais com uma média de 22 jogadores por grupo, onde trabalham vários treinadores, vários preparadores físicos e vários treinadores de guarda-redes. Comparando a estrutura das nossas Selecções Femininas apresentadas no Seminário de Estarreja: 3 treinadores para 3 grupos de trabalho, é comparar no fundo o David com o Golias... sendo de elogiar a coragem do meu amigo Pedro Pinheiro e de o parabenizar pelos resultados atingidos face às condições existentes.

Seminário «Uma Nova Época Desportiva, Novos Objectivos, Novas Regras»

Momento importante de reflexão da modalidade e sobre a modalidade

Depois da presença de mais de quatro centenas de dirigentes, técnicos e quadros de arbitragem no seminário «Uma Nova Época Desportiva, Novos Objectivos, Novas Regras», que teve lugar no Cine-Teatro de Estarreja, são largas as expectativas para a nova época.

"Com a quase totalidade das associações regionais representadas, bem como com a presença de elementos de cerca de 40 clubes e mais de 200 quadros de arbitragem, entre outros, decorreu na tarde deste sábado, 10 de Setembro, em Estarreja, o seminário «Uma Nova Época Desportiva, Novos Objectivos, Novas Regras».
Numa acção em que os números, só por si, atestam pelo seu sucesso, a cerimónia de abertura esteve a cargo de Abílio Silveira, vice-presidente da Câmara Municipal de Estarreja. Seguiram-se as intervenções do presidente da FAP, Luís Santos (Objectivos e futuro), e do vice Henrique Torrinha (Planeamento desportivo 2005/2006 - objectivos).
António Nascimento (Movimento de implementação do Sistema de Qualidade no Andebol), o coordenador e Seleccionador Nacional Mats Olsson (Selecções nacionais e detecção de talentos), José Ribeiro, do Conselho de Arbitragem da FAP, e Fernando Silva, da Comissão de Arbitragem da LAP (Normas gerais da arbitragem nacional), e Roland Burgi, responsável da arbitragem na IHF (Regras do andebol e alterações às mesmas), completaram o lote de intervenientes.".

Muito importante para os quadros nacionais da arbitragem a palestra de Roland Burgi, que já está já disponível para download na www.formand.com. Por outro lado, não podemos deixar de elogiar a frontalidade do Presidente Luís Santos na abordagem ao andebol nacional e ao traçar de metas, ambiciosas para 2008-2010: campeões do mundo!!!

25/08/2005

Andebol de Praia - World Games 2005

Surpresas na Edição do World Games 2005: Rússia vence em masculinos e um surpreendente Brasil vence no feminino.
Se em masculinos a final era entre dois "clientes" esperados: Espanha e Rússia, com esta a vencer por 2-0, em dois períodos de cortar a respiração: 22-16 e 22-20, já no feminino, as equipas que chegavam à final eram uma surpresa absoluta: Brasil e Hungria. O Brasil venceu por 2-0 (9-7 e 14-13), deixando no 2º lugar a Hungria, 3º a Turquia e 4º a Croácia.
Eis a reacção curiosa do presidente da Confederação Brasileira de Handebol face a este sucesso:
«O bom momento que atravessa o Handebol brasileiro nos oferece diversos temas para este bate-papo com nossos leitores: o sucesso da Liga Petrobras Feminina, as vitórias da Seleção Masculina no Desafio Pan-Americano, a presença da nossa Seleção Júnior Feminina no Mundial da República Tcheca, o Desafio Brasil Cuba. Enfim, seria uma infinidade de assuntos, mas nenhum deles com a magnitude e a grandiosidade, para o presente e para o futuro do Handebol brasileiro, como a conquista da medalha de ouro nos World Games pela nossa Seleção Feminina de Handebol de Praia.
Um fato histórico, inédito, que com certeza será um marco importante, a maior conquista do Handebol brasileiro nos seus 26 anos. Essa conquista é um acontecimento, que marca a vida do esporte, projetando-o para o mundo
.
E olha que enfrentamos e vencemos as maiores potências na modalidade, como Turquia, Hungria, Alemanha, Japão e Croácia. E a conquista ganha agora um maior valor quando se sabe que foi invicta. Não perdemos para nenhum de nossos adversários!
Dentro do Plano Estratégico do Ciclo Olímpico 2005/2008, nós da CBHb tínhamos como meta conquistar as primeiras medalhas em nível mundial ou olímpico. Começamos o ano conquistando justamente uma medalha de ouro. Tudo isso é fruto de um trabalho sério e de dedicação da professora Cláudia Monteiro, das suas atletas e de toda a comissão técnica, que não mediram esforços para colocar o Brasil no mais alto lugar do pódio dos World Games em Duisburg, Alemanha. Foi um trabalho árduo, de garimpagem, procurando talentos em todo o Brasil e formando uma seleção competitiva, de alto nível técnico, mas acima de tudo com atletas compromissadas com os resultados, sempre procurando o melhor para o Brasil.
Vale aqui lembrar que esse caminho de glórias no Handebol de Praia não teve início agora. Em 2003, nos World Games de Akita, no Japão, o Brasil ficou com a medalha bronze e, àquela altura, conquistava para o Brasil a primeira medalha em um campeonato mundial. Em 2003 foi o bronze. Agora as meninas se esforçaram muito mais e chegaram ao título inédito de campeãs, garantindo o brilho da medalha de ouro para o Handebol de Praia do Brasil.
Parabéns!!! Obrigado e até a próxima.
Manoel Luiz OliveiraPresidente CBHb »
Ora nem mais!!!
Já agora, se quiserem pesquisar estas e mais informações podem ir aos seguintes links:
www.worldgames2005.de
www.handeboldepraia.com.br

Agora que o Brasil nos deixou a prata, o que fazer?

O nosso Andebol Feminino (escalão cadetes) conquistou a medalha de prata nos V Jogos da CPLP. O 1º lugar ficou para o Brasil. Depois de ouvirmos as nossas versões de tal classificação: poucos treinos, atletas que nunca tinham ido à selecção, uma selecção de improviso, a fap não permite estágios devido à falta de fundos, etc., etc., nada como espreitar o que dizem os brasileiros desse triunfo:
«Seleção Cadete de Handebol Feminino foi campeã dos V Jogos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, realizados em Luanda. As meninas venceram a equipe de Portugal por 21 a 18 (11 a 9 no primeiro tempo), nesta quarta-feira (17). O torneio serviu como parte da preparação do grupo para o Pan-Americano, que será disputado entre os dias 5 e 11 de setembro, em Blumenau (SC).
O Brasil chegou à final tendo perdido apenas um jogo, na primeira fase contra o mesmo time de Portugal, por 24 a 25, mas antes disso venceu com tranqüilidade Moçambique, por 31 a 10. Nas semifinais garantiu a vitória sobre Angola, por 27 a 20, o que lhe deu o direito de brigar pelo título contra Portugal, que ficou com a medalha de prata, seguido por Angola (3º), São Tomé e Príncipe (4º), Moçambique (5º) e Guiné-Bissau (6º).
Antes da partida final, o técnico brasileiro Paulo Ricardo sabia que seria um jogo difícil, pois as jogadoras de Portugal vinham de um longo período de treinamento. “Portugal possui atletas altas e de qualidade, mas na fase classificatória, fomos nós que perdemos o jogo em um erro de passe.”
Classificação
1º Brasil2º Portugal3º Angola4º São Tomé e Príncipe5º Moçambique6º Guiné-Bissau»
Pois, "de um longo período de treinamento."Pergunta pertinente: estará o técnico brasileiro mais bem informado que os nossos técnicos nacionais?Quem leu a edição do O Jogo, ficará de certeza confuso!!!
Mas a verdade é que no Brasil o Andebol tem evoluído bastante, mesmo ao nível do feminino. Se dúvidas houvessem a presença da Selecção Junior Brasileira no Mundial realizado na República Checa, onde alcançou o 9º lugar na geral, depois de vitórias sobre o Japão, a Espanha, França e Lituânia, confirma o bom momento das canarinhas, que ainda colocaram uma jogadora no sete do Mundial:
GR: Galina Gabisova (RUS)
LateralEsquerda: Eduarda Idalina Amorim (BRA)
Central: Goril Snorroeggen (NOR)
Lateral Direita: Irina Bliznova (RUS)
Ponta Esquerda: Ji-Hae Jung (KOR)
Pivot: Marit Frafjord (NOR)
Ponta Direita: Jana Uskova (RUS)
A Rússia além de colocar 3 jogadoras no sete mundia, venceu de forma confortável a Noruega na final por 30-25. O 3º lugar foi para a Coreia e 4º para a Hungria.
Entretanto realizou-se no Brasil o IV Encontro Nacional de Professores de Handebol, onde se falou um pouco de tudo: andebol indoor, andebol de praia, andebol para a 3ª idade, detecção de talentos, etc., etc.

23/08/2005

JUNIORES - TREINOS DA PRÉ-ÉPOCA

JUNIORES - TREINOS DA 1ª SEMANA
Bem pessoal, está na hora de voltar a calçar os ténis e vestir o fato de trabalho. A época 2005/2006 está aí a chegar e é preciso recebê-la da melhor maneira. Por isso, nada melhor que uns treinitos para ir queimando essas calorias ganhas no Verão (tipo: "eu gosto é do Verão...").

Ora aí estão os horários da 1ª semana de treinos:
DIA 29 AGOSTO - 17H/19H
DIA 30 AGOSTO - 11H/13H E 17H/19H
DIA 31 AGOSTO - 11H/13H E 17H/19H
DIA 01 SETEMBRO - FOLGA
DIA 02 SETEMBRO - 17H/19H

Os treinos são no Pavilhão da Casa do Povo de Valongo do Vouga.
Ah! No 1º treino é obrigatório levar fotocópia do BI e uma foto tipo passe (para o cipa).

Lista das Atletas Convocadas:
PATRICIA GUARINO
ANA MARQUES
SILVIA ANTUNES
ANA ANTUNES
JOANA RAMALHO
VERA CARVALHO
CATARINA NOGUEIRA
MARTA AMARO
SÓNIA HERCULANO
JULIANA SILVA
ANA SOFIA PORTUGAL
TATIANA JORGE
IOLANDA FILIPE
CÁTIA SILVA
MÁRCIA MENDES