16/09/2005

V International Vougandebol 2005 - Novidades

A organização do V International Vougandebol, continua a preparar o evento mais aguardado de 2005.
Depois da criação da Newsletter - versão inglesa, eis que surge a versão portuguesa. A necessidade de internacionalizar o torneio, aproveitando a nossa participação no Torneio Internacional em Sant Esteve Sesrovires - Barcelona, levou a que primeiro fosse feita uma Newsletter em Inglês. Eis, agora que surge a versão portuguesa.
Se estiverem interessados, em receber tanto na Newsletter como o Formulário de Inscrição, podem solicitá-lo pelo mail: paulo_marks@yahoo.com.
Contamos com Vocês!!!

12/09/2005

Associação de Andebol de Aveiro organiza as X JORNADAS TÉCNICAS DE ANDEBOL

Acontece em Estarreja mais uma importante organização da Associação de Andebol de Aveiro, direccionada para os técnicos de andebol.
PROGRAMA
SÁBADO - 17.09.05

08H45
Entrega de documentação - Biblioteca Municipal
09H00
Abertura - Biblioteca Municipal
09H15/11H15
Sessão Teórica - Biblioteca Municipal - Matts Olson
11H30/12H30
Sessão Teórica - Biblioteca Municipal - Prof. José Soares
14H00/14H45
Sessão Teórica- Biblioteca Municipal - Prof. Ricardo Guimarães
15H00/16H30
Sessão Prática c/Equipa de Iniciados - Pav. Municipal de Estarreja - Prof. Ricardo Guimarães
16H45/17H30
Sessão Teórica - Prof. Rolando Freitas
17H45/19H15
Sessão Prática c/Equipa de Juvenis - Pavilhão Municipal de Estarreja - Prof. Rolando Freitas

DOMINGO - 18.09.05
09H00/10H15
Sessão Teórica - Biblioteca Municipal - Fisioterapeuta Luís Pinto
10H30/11H15
Sessão Teórica - Biblioteca Municipal - Prof. Luís Monteiro
11H30/13H00
Sessão Prática c/Equipa de Juniores - Pavilhão Municipal de Estarreja - Prof. Luís Monteiro

O Departamento Técnico da FAP definiu, como prioritários para a formação dos seus Técnicos, três temas:
A PREPARAÇÃO FÍSICA NOS ESCALÕES DE FORMAÇÃO

- Geral
- Específica do Andebol e por postos específicos
A FORMAÇÃO DE UM DEFENSOR
- Exigências por postos específicos em diferentes sistemas e em diferentes idades;
O JOGO OFENSIVO
- Dedicação ao jogo pelos pontas
- E ao contra-ataque

As Jornadas Técnicas são pois muito importantes, sendo mais fácil alinharmos todos pelos mesmos objectivos e seguindo um rumo idêntico.
No entanto, e apesar de entender o porquê dos três temas que o departamento técnico da FAP definiu como prioritários para a formação dos treinadores portugueses, não posso deixar de referir o quanto nos vamos afastando daquilo que se faz a nível internacional. Senão vejamos alguns dos temas do Curso para Jovens Técnicos promovido pela EHF, durante o Campeonato Europeu sub-17 Feminino:
- Complex repititive training in youth handball - Konig;
- Preparation of fast play in offense and defence - Lajos Mocsai;
- Preparing goalkeepers and defence for fast outlet - Carlos Cruz;
- Active defense - transition to fast break and extended fast break - Mocsai

A expressão "fast break" é certamente familar a todos aqueles que tiveram presentes em Lisboa no 2º Congresso da FAP e ouviram a palestra do T. Winther da Dinamarca, assim como o potenciar o jogo ofensivo através dos pontas. Quem não se lembra dos vídeos exibidos pelo credenciado treinador ou até da sua sessão prática?
Agora não nos podemos esquecer que na Dinamarca existem 140.000 jogadores activos e que o treino de jovens talentos engloba 70 a 75 atletas de onde surgem 20 jogadores novos todos os anos.
Por exemplo, a detecção de talentos é dividida em 3 grandes grupos: este, sul e norte, onde trabalham 9 treinadores, 3 treinadores de guarda-redes e 3 preparadores físicos. Além destes, existem 12 centros regionais de treino onde trabalham 12 treinadores com 65-90 atletas. Depois existem as Selecções Nacionais com uma média de 22 jogadores por grupo, onde trabalham vários treinadores, vários preparadores físicos e vários treinadores de guarda-redes. Comparando a estrutura das nossas Selecções Femininas apresentadas no Seminário de Estarreja: 3 treinadores para 3 grupos de trabalho, é comparar no fundo o David com o Golias... sendo de elogiar a coragem do meu amigo Pedro Pinheiro e de o parabenizar pelos resultados atingidos face às condições existentes.

Seminário «Uma Nova Época Desportiva, Novos Objectivos, Novas Regras»

Momento importante de reflexão da modalidade e sobre a modalidade

Depois da presença de mais de quatro centenas de dirigentes, técnicos e quadros de arbitragem no seminário «Uma Nova Época Desportiva, Novos Objectivos, Novas Regras», que teve lugar no Cine-Teatro de Estarreja, são largas as expectativas para a nova época.

"Com a quase totalidade das associações regionais representadas, bem como com a presença de elementos de cerca de 40 clubes e mais de 200 quadros de arbitragem, entre outros, decorreu na tarde deste sábado, 10 de Setembro, em Estarreja, o seminário «Uma Nova Época Desportiva, Novos Objectivos, Novas Regras».
Numa acção em que os números, só por si, atestam pelo seu sucesso, a cerimónia de abertura esteve a cargo de Abílio Silveira, vice-presidente da Câmara Municipal de Estarreja. Seguiram-se as intervenções do presidente da FAP, Luís Santos (Objectivos e futuro), e do vice Henrique Torrinha (Planeamento desportivo 2005/2006 - objectivos).
António Nascimento (Movimento de implementação do Sistema de Qualidade no Andebol), o coordenador e Seleccionador Nacional Mats Olsson (Selecções nacionais e detecção de talentos), José Ribeiro, do Conselho de Arbitragem da FAP, e Fernando Silva, da Comissão de Arbitragem da LAP (Normas gerais da arbitragem nacional), e Roland Burgi, responsável da arbitragem na IHF (Regras do andebol e alterações às mesmas), completaram o lote de intervenientes.".

Muito importante para os quadros nacionais da arbitragem a palestra de Roland Burgi, que já está já disponível para download na www.formand.com. Por outro lado, não podemos deixar de elogiar a frontalidade do Presidente Luís Santos na abordagem ao andebol nacional e ao traçar de metas, ambiciosas para 2008-2010: campeões do mundo!!!